top of page

Torne-se um Embaixador Jovem da União Africana para a Paz (AYAP): Inscreva-se!!!

Como parte dos esforços para fazer avançar a agenda da Juventude, Paz e Segurança (YPS) da União Africana (UA), o Departamento de Paz e Segurança (agora Departamento de Assuntos Políticos, Paz e Segurança, PAPS), lançou a Juventude pela Paz ( África) (Y4P) em setembro de 2018, com o objetivo principal de facilitar a participação significativa da juventude africana em todo o espectro de paz e segurança e dissuadir sua participação na violência. Para aumentar a participação dos jovens na agenda de paz e segurança no continente, o Conselho de Paz e Segurança da UA (PSC) durante a sua 807ª reunião solicitou à Comissão da UA que nomeasse cinco Jovens Embaixadores Africanos para a Paz (AYAP) para trabalharem com o Enviado da Juventude da UA na defesa da promoção da paz e segurança no continente.

Prazo para inscrição: 30 de setembro de 2021

 

Os AYAPs, trabalhando sob a supervisão direta da liderança do PAPS da CUA, devem defender a promoção e defesa da participação dos jovens nas questões de paz e segurança a nível regional e em toda a África. Especificamente, os AYAPs promoverão a atualização das cinco prioridades do Quadro Continental sobre Juventude, Paz e Segurança (CFYPS), que são guiadas pelo Artigo 17 da Carta da Juventude da UA (2006) e pelo Conselho de Resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas (UNSCR ) 2250 (2015), 2419 (2018) e 2535 (2020).


A primeira rodada de AYAPs foi selecionada, em colaboração com os RECs / MRs após um processo de seleção rigoroso e foram apresentados ao PSC na sua segunda sessão aberta no YPS em novembro de 2019 para consideração e subseqüente submissão à Assembleia para aprovação. Posteriormente, por recomendação do CPS, a 33ª Sessão Ordinária da Assembleia de Chefes de Estado e de Governo realizada em fevereiro de 2020 endossou a nomeação dos AYAPs. Os AYAPs atuais foram eleitos para um mandato não renovável de dois anos (fevereiro de 2020 a fevereiro de 2022) com o mandato principal de defender e promover a integração e inclusão de jovens africanos em paz e segurança, ampliando suas contribuições e resiliência, desafios e incentivo políticas e ações programáticas para enfrentar os desafios e aumentar suas contribuições.


II. Critérios e Qualificação


Uma Juventude Africana com compromisso demonstrado e contribuição significativa para a promoção da paz e segurança sustentáveis. As inscrições de jovens elegíveis, incluindo mulheres jovens, pessoas deslocadas e pessoas com deficiência que atendam aos seguintes critérios são especialmente incentivadas:


• Ter entre 15 e 35 anos de idade de acordo com a idade Juvenil da UA;

• Possuir diploma universitário em relações internacionais, paz e conflito, ciências políticas, direito e áreas afins; um mestrado seria uma vantagem adicional; ou, ter pelo menos 2 anos de experiência em paz e segurança com capacidade demonstrada para advocacy em questões de juventude, paz e segurança, bem como mobilização de recursos;

• Ter experiência em promover e apoiar processos de paz, especialmente em iniciar e facilitar diálogos com várias partes interessadas e esforços de mediação;

• Ter um forte histórico com a comunidade local / área onde trabalha;

• Possuir fortes habilidades de comunicação e defesa de direitos;

• Inglês, francês, árabe e português são as línguas de trabalho da UA. É necessária fluência em qualquer idioma de trabalho da UA; o conhecimento de outro idioma da UA seria uma vantagem.

Missão dos AYAPs

Os AYAPs devem:

• advogar pela promoção dos direitos dos jovens da sua região;

• Advogar e aumentar a consciencialização sobre o CFYPS da UA e o seu Plano de Implementação de 10 anos na sua região;

• encorajar e apoiar os Estados Membros da UA na região com a coordenação do programa Y4P para melhorar o desenvolvimento de Planos de Acção Nacionais e a sua implementação na sua região;

• implementar atividades juvenis regionais cobrindo as cinco (5) áreas prioritárias;

• a pedido, representar o AU PAPS em reuniões, formações e workshops.


Países da CPLP elegíveis para esta oportunidade:

Angola, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe.


53 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page