top of page

PROGRAMA OFICIAL PROFISSIONAL JÚNIOR DAS NAÇÕES UNIDAS (UN JPO) 2024 PARA JOVENS GRADUADOS


O Programa JPO da ONU recruta Oficiais Profissionais Juniores ( anteriormente conhecidos como Especialistas Associados) para o Secretariado da ONU e entidades associadas. Os JPOs são recrutados ao abrigo de acordos bilaterais entre a ONU e os países doadores. As JPOs são geralmente nacionais de países doadores, mas alguns doadores também financiam nacionais de países em desenvolvimento. Os candidatos são jovens profissionais, geralmente com formação universitária avançada e no mínimo dois anos de experiência profissional.


O número de cargos patrocinados varia de ano para ano e por país doador. A missão tem duração mínima de 2 anos. Inicialmente, é concedido aos JPOs uma nomeação de um ano, que pode ser renovada por um segundo ano, com o acordo do país doador e com base no bom desempenho. Não há expectativa de ser selecionado para um cargo regular; Os JPOs podem candidatar-se a esses cargos como qualquer outro candidato externo e passar pelo processo de seleção competitivo regular da ONU.

Fundo Fiduciário para Candidatos de Países em Desenvolvimento (DCC)

Apesar da importância do Programa JPO, apenas uma pequena percentagem de JPOs vem de países em desenvolvimento, limitando a diversidade de perspectivas de que a ONU necessita para enfrentar os desafios globais. Ao longo da última década, o Departamento de Assuntos Económicos e Sociais das Nações Unidas (UN DESA), juntamente com outras organizações das Nações Unidas e os Estados-Membros patrocinadores, tomaram medidas importantes para resolver esta situação.


As duas vagas a seguir estão abertas no contexto do Fundo Fiduciário para Candidatos a Países em Desenvolvimento (DCC):

JPO em Investigações

Equipes Unificadas do Tribunal Penal Internacional (TPI), Pilares de Acusação, Gabinete do Procurador, Haia, Holanda.

ICC JPO em Investigações, Haia

JPO em Análise de Políticas

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Bureau de Apoio a Programas e Políticas (BPPS), Equipe de Governança,

Nova York, EUA

PNUD JPO em Análise de Políticas, Nova York

Os candidatos devem possuir a nacionalidade de um dos seguintes países elegíveis:

Afeganistão, Angola, Bangladesh, Benin, Burkina Faso, Burundi, Camboja, República Centro-Africana, Chade, Comores, República Democrática do Congo, Djibuti, Eritreia, Etiópia, Gâmbia, Guiné-Bissau, Haiti, Kiribati, República Democrática Popular do Laos Lesoto, Libéria, Madagáscar, Malawi, Mali, Mauritânia, Moçambique, Mianmar, Nepal, Níger, Ruanda, São Tomé e Príncipe, Senegal, Serra Leoa, Ilhas Salomão, Somália, Sudão do Sul, Sudão, Tanzânia, Timor-Leste, Togo, Tuvalu, Uganda, Iêmen, Zâmbia.


Os candidatos devem ter nascido em ou após 01/01/1991 para serem elegíveis para o cargo.


Educação:

É necessário um diploma universitário avançado (por exemplo, mestrado ou equivalente), de preferência em Direito, Criminologia ou outras áreas afins, por exemplo, em Direitos Humanos, Psicologia ou Jornalismo. Um diploma universitário de primeiro nível (por exemplo, bacharelado ou equivalente) em combinação com dois anos adicionais de experiência qualificada obtida após o diploma universitário de primeiro nível é aceito no lugar do diploma universitário avançado.


Um diploma em investigação criminal de uma academia de aplicação da lei e/ou formação relevante em técnicas de investigação criminal combinada com oito anos de experiência relevante pode ser considerado em vez de um diploma universitário.

Experiência de trabalho:

Um mínimo de um ano (três anos com um diploma universitário de primeiro nível) de experiência profissional adquirida após o primeiro diploma universitário qualificado em investigações criminais, investigações de violações graves de direitos humanos, investigações financeiras ou análises investigativas, com especial enfoque em questões complexas, casos de grande escala; Ou é necessário o mesmo nível de experiência profissional trabalhando com ONGs/IGOs/Comissões Internacionais de Inquérito, com foco especial em casos complexos e de grande escala;


Línguas:

É exigida proficiência em uma das línguas de trabalho do Tribunal, inglês ou francês. O conhecimento prático do outro é considerado um forte trunfo. O conhecimento de outra língua oficial do Tribunal (russo, árabe, chinês e espanhol) seria considerado uma vantagem. Proficiência em ucraniano ou hebraico é altamente desejável.


Critério de seleção:

Somente os candidatos pré-selecionados serão contatados posteriormente. Os candidatos pré-selecionados serão convidados para uma entrevista baseada em competências.

Prazo para inscrição: 31 de Março de 2024.

Países da CPLP elegíveis para esta oportunidade:

Angola, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Para mais oportunidades como esta, faça parte do nosso grupo do whatsapp através do seguinte link: https://chat.whatsapp.com/JOZgQAIj2IOBHoIMkIiXnm

Recebas as oportunidades por email: https://bit.ly/4188LL6 

Visite o site oficial em: www.oportunidadescplp.info/ 

Ou Siga-nos também pelo:


192 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page